terça-feira, 3 de maio de 2016

Tema: Paixão no casamento: Como manter?



            Talvez esse tema não seja tão atraente para muitos, principalmente para aqueles que já estão casados há muito tempo. No entanto, para os recém-casados, que estão ainda com todo gás, e todos os sonhos românticos de um casamento, esse tema, com certeza chama atenção.

Paixão no casamento: Como manter?
PRIMEIRO: PRECISAMOS SABER O QUE É PAIXÃO
O que é a paixão? Ou melhor, o que quero dizer com paixão?
Aquele sentimento de bem querer que nos leva a agirmos amorosamente com o nosso cônjuge. Notem que “paixão”, se refere a um sentimento e também a uma atitude.
Paixão se refere ao sentimento de bem querer. Aquele sentimento de alegria, satisfação, amor, aquele sentimento que toma conta do nosso ser e que nos dá uma sensação agradável, que nos faz sorrir sozinhos, cantar, pensar alto, declarar, etc.  É um sentimento que produz uma mudança em nosso estado emocional. Nos sentimos assim porque amamos alguém.
A paixão, o amor romântico, é um sentimento que toma conta da nossa vida despertado por alguém, ele não existe sozinho, de modo independente, ele existe em nós, por que alguém com a sua pessoa, o despertou em nós.
O amor romântico nos leva a cuidarmos fisicamente e emocionalmente do nosso cônjuge. Ele permite que desfrutemos (demonstremos) da alegria que há em nosso coração. Ele nos dá aquela satisfação quando estamos na companhia um do outro.
A paixão, nos faz querer estar com quem amamos, desfrutar de sua companhia, se envolver em atividades juntos, seja caminhar, fazer compras, tomar banho, viajar, conversar, etc.

 SEGUNDO: PRECISAMOS SABER COMO MANTER
Cuidado com os sentimentos, eles podem ser confusos, e às vezes, instáveis. De pessoa para pessoa muda. Dependendo a hora que acorda, ou como está a posição da lua. Por isso, é bom ambos terem cuidado, e aprenderem a conviver, para não permitir que o amor romântico fique desgastado.
Saiba ajudar seu cônjuge em relação aos seus estados emocionais. Isso é amor, isso é paixão. Seja cuidadoso, romântico, e não permita ser irritado por algo que você sabe que às vezes foge do controle. Sentimentos podem ser confusos.
Cuidado com suas atitudes.
Reclame menos, elogie mais. Por mais que seja verdade em algumas situações, elas precisam ser ditas de maneira amorosa.
Os homens devem ser mais pacientes com as mulheres, evite tratá-las com grosserias e ignorâncias. Tratar bem o próximo é fundamental em qualquer relacionamento. Algumas mulheres tendem a ser mais emotivas, e com certeza, levam aquelas palavras danosas para a cama no final do dia.
As mulheres sejam mais sábias no tratar de problemas da família com seu esposo, não permitam que as dificuldades do lar, seus afazeres, lhe tornem uma mulher estressada.
Creia no que a Bíblia diz. Talvez haja falta de fé de nossa parte. Não cremos que nossos casamentos podem ser harmoniosos, livres de conflitos, cheios de amor e paixão. Talvez tenhamos vivido à margem daquilo que Deus preparou para nós, e por isso, precisamos crer naquilo que Deus deixou para nossas vidas.
Tenha certeza que Deus nos criou para a plenitude do amor. Deus nos criou para estarmos plenamente satisfeitos com os nossos cônjuge.
O amor romântico deve ser mantido em nossos casamentos, a paixão precisa ser cultivada, é bíblico, é o que Deus planejou para nós. Precisamos crer que isto é possível, e deixar o nosso orgulho de lado, desfrutando de um relacionamento cheio de paixão.
Conclusão
A Bíblia registra que Isaque casou-se aos 40 anos com Rebeca, e depois dos sessenta anos, ainda trocava carícias com sua esposa amada. O amor romântico pode ser mantido no casamento e desfrutado ao longo dos anos, não importando a quantidade de anos em que estamos juntos.